Artigos

O Paisagismo por Liana Lunardelli

Quando Rafael Motta, Diretor Geral da Imóveis  News, me fez a proposta de escrever sobre Paisagismo para esta edição, fiquei muito contente, vi a chance de mostrar ao público em geral a importância do paisagismo, pois desde os tempos da faculdade de Arquitetura sempre percebi uma despreocupação em compor a paisagem no entorno do projeto por parte de alguns colegas. Na opinião destes tais colegas, a solução era colocar umas plantinhas e tudo estava resolvido. Semelhante ao público leigo que associa paisagismo única e exclusivamente a jardinagem.

 

No entanto, o paisagismo é o que traz vida ao projeto, ele está ligado à paisagem de uma maneira geral, com elementos naturais ou não, ele humaniza e leva o homem pra mais perto da natureza para que ele possa lembrar o quanto é bom tê-la por perto, o quanto é importante preservá-la.

 

O paisagismo surgiu com uma simples idéia de ornamentação do ambiente, com o tempo foi ganhando espaço, hoje ele chega a se confundir com o Desenho Urbano. Também pode ser denominado de Arquitetura da Paisagem.

 

Possui suas etapas projetuais de elaboração, planejamento e execução, sendo ele MICRO ou MACRO Paisagismo. Micro paisagismo refere-se a projetos pontuais, como: jardins de residências, comércios entre outros, um paisagismo pequeno, mas não menos importante. Em lugares públicos, como: praças, parques e bosques, se faz o Macro paisagismo, ele é maior, um projeto para uso comum, para a cidade, e também tem seu grau de importância porque precisa ser planejado para todos.

 

Ele vai muito além da estética, precisa ser funcional e confortável, trazendo segurança aos que desfrutam daquela paisagem, lugar ou ambiente. Alguns princípios são levados em consideração na hora de fazer um projeto paisagístico: atenuar o impacto da luz solar direta que causa incômodo em algumas pessoas; reduzir a temperatura de um determinado ambiente; trazer privacidade; isolamento acústico e por fim, melhorar a visualização do local.

 

Um projeto paisagístico precisa também ser bem especificado para que o executor não tenha dúvidas quanto a denominação das plantas e dos materiais empregados.

 

Tive a oportunidade de conhecer Benedito Abbud, um paisagista reconhecido mundialmente, em uma palestra feita por ele em Manaus. Durante a palestra, uma frase me chamou a atenção: "É quando a execução do projeto paisagístico acaba que ele começa." É preciso ter paciência para que as sementes brotem, floresçam, cresçam e finalmente alcancem a maturidade revelando toda a grandeza e importância do paisagismo. Mas para que isso aconteça, são necessários cuidados, é preciso seguir rigorosamente as especificações do projeto, utilizando o método de irrigação mencionado para que tudo corra dentro do prazo estipulado. Essa espera e cuidados que fazem com que muitos profissionais levem o Paisagismo menos a sério, causando o que costumamos ver de “selva de pedras”, trazendo desconforto e impactando diretamente no clima. Mas isso eles chamam de Modernidade, é a evolução tecnológica.

 

Hoje o paisagismo pode ser projetado e realizado por profissionais da área da Arquitetura, por Engenheiros Agrônomos e por outros profissionais especializados. Nunca deixe de se preocupar com as plantinhas da sua casa e com as árvores do seu jardim, pois elas ajudam no micro-clima do seu bairro. Procure um profissional para ter uma opinião mais acertada sobre o que faz bem e o que não faz bem para sua casa em termos de jardim, pois muitas vezes cultivamos plantas que são nocivas a nós e não sabemos, ficamos encantados apenas com a beleza delas sem se preocupar com as propriedades que elas possuem.

 

 

Liana Lunardelli

Arquiteta e Urbanista

 

 

 

Fonte: Imóveis  News