Notícias

As várias facetas das estantes

Elas se modernizaram e estão se tornando cada vez mais versáteis. O uso criativo das estantes em projetos de interiores mostra que as possibilidades são infinitas.

Quando falamos em estantes, o primeiro pensamento que vem à cabeça é: um móvel para colocar livros e expor adornos. Porém, a criatividade de designers e arquitetos mostra que é possível ir além. As estantes estão cada vez mais modernas, criativas e versáteis.

Um ótimo exemplo disso é o uso totalmente novo que a designer de interiores Melina Mundim deu para a estante de u living que projetou: o móvel foi utilizado para exibir vasos de plantas.  “O design limpo da estante conversa muito bem com o ambiente. As estantes, se bem trabalhadas, podem ser ícones do espaço. Com um design interessante, ela chama bastante atenção”, avalia Melina.

Já o arquiteto Junior Piacesi, inovou ao criar uma estante assimétrica e com iluminação. Neste caso, a estante foi o elemento surpresa do projeto, mas ele ressalta as várias outras funções do móvel no ambiente. “Todo projeto de arquitetura tem que ter uma pegada de surpresa. As estantes têm várias funcionalidades e podem ser inseridas em vários espaços. Elas podem ser utilizadas para dividir os ambientes, como um quarto do casal integrado a uma antessala do quarto, por exemplo. Ou ser colocada em toda a parede de um corredor. A estante te convida a utilizar aquele espaço”.

Já para quem tem dúvidas sobre quais materiais utilizar na marcenaria da estante, Melina dá dicas: “Laca é a melhor opção já que a maioria é em madeira. As estantes de ferro oxidado são muito bem-vindas na decoração também. Dependendo da estante, pode ser toda espelhada. Tudo varia de acordo com a decoração do ambiente”.

Assim como a função no ambiente e o material utilizado, pode variar também os elementos inseridos na estante. “A iluminação e o paisagismo são complementos da estante, assim como livros, adornos, lembranças de viagens, vai depender da função que você escolher para a sua estante. Madeira, vidro, MDF e metal são comumente usados para criar as estantes e, a partir daí, podem receber a criatividade de cada um”, resume Junior Piacesi, evidenciando que criatividade é a palavra chave para valorizar o uso deste elemento no décor.

Com a colocação de lâmpadas na estante, Júnior Piacessi deu função de lustre ao móvel

Foto: Gustavo Xavier

Ao invés de criar um jardim vertical, a designer Melina Mundim preferiu dispor os vasos de plantas na estante dando uma nova função ao móvel

Foto: Rodrigo Tozzi


Fonte: MÃO DUPLA COMUNICAÇÃO